Por calçadas em melhores condições para deficientes e também pedestres

acessibilidade A Comissão de Acessibilidade do Lions Clube Curitiba Batel está propondo debater as condições das calçadas de Curitiba e vem promovendo caminhadas e visitas em diversos pontos da cidade para conscientizar e também reivindicar quanto à mobilidade urbana em nossa cidade. Uma das principais cobranças do grupo junto ao poder público é que se faça cumprir as leis já existentes no município para que possam existir calçadas seguras para todos. Conversamos com o Arquiteto e Urbanista Ricardo Mesquita que nos explicou que as condições das calçadas é um fator que inclue todas as camadas da sociedade e afeta diretamente não somente as pessoas que são portadoras de deficiências físicas, como: cadeirantes, deficientes visuais, idoso, usuários de próteses enfim, mas também qualquer cidadão comum que se desloca pelas ruas. 

  “Acidentes acontecem diariamente com pessoas comuns devido às condições das calçadas. “Buracos, pedras soltas, obstáculos como painéis publicitários e falta de engenharia são recorrentes em nossas ruas. Sem contar com a falta de estrutura para os deficientes que, além de não haver muitas políticas a seu favor, se deslocam com essa precariedade de condições”.  

 No dia 05 de setembro a comissão esteve nas imediações do Hospital de Clinicas do Paraná para fazer uma avaliação das condições de acessibilidade do local, por onde circulam milhares de pessoas diariamente em situação de saúde debilitada. Estima-se que no Brasil cerca de 24% da população tem algum tipo de deficiência e cerca de 12,6% são idosos. 

 Dessa porcentagem de idosos, uma grande parte entrará na categoria de deficiente, sendo usuários de cadeiras, bengalas etc. São mais ou menos 75 milhões de pessoas que necessitam de melhores condições de acessibilidade.

Maiores informações no endereço: comissao-de-acessibilidade.blogspot.com.br

Acesse Também!

Guia Caderno

Campo de Santana

Anunciantes