Região do Tatuquara recebe UPS

Vila Ludovica é a nona da Cidade de Curitiba

ups tatuquara1    Cerca de 154 policiais militares e 27 guardas municipais, utilizando 40 viaturas, iniciaram a ação de  “congelamento” às 6 horas e ocuparam a Vila Ludovica, no bairro Tatuquara, para implantação da 9ª UPS (Unidade Paraná Seguro) da cidade de Curitiba.
    Desde bem cedo na segunda-feira (1/09) era possível perceber a ação dos policiais que montaram oito pontos de bloqueio ao longo do dia, e abordavam veículos e moradores da região. Uma unidade móvel foi instalada na rua João Goulart, em frente à Escola Municipal Professora Maria Ienkot Zeglin. A ocupação está sendo uma forma de preparar o local para o recebimento definitivo da polícia comunitária, que deve acontecer nos próximos dias. Nesta primeira etapa do processo de implementação a entrada e saída dos moradores deve ser controlada por bloqueios policiais. Depois, agentes capacitados em policiamento comunitário farão o monitoramento dia a dia na região.
    Em ações prévias das Polícias Civil e Militar, realizadas na região da nova UPS nos últimos três meses, foram cumpridos 12 mandados judiciais, 18 pessoas foram presas por porte ilegal de arma de fogo e foram recuperados 85 veículos roubados ou furtados. Também foram encaminhadas às delegacias 97 pessoas por perturbação da tranquilidade.
    A escolha do Jardim Ludovica foi feita em virtude dos altos índices de criminalidade no local, sendo um dos mais violentos do bairro, segundo a Polícia Militar.
    Entre janeiro e final de setembro no Tatuquara, bairro com população estimada em 54 mil pessoas, houve 34 homicídios dolosos, representando 7,89% do total da cidade. Em 2010 a taxa de homicídio no bairro, segundo o Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), foi de 61,41 para cada 100 mil habitantes, enquanto em Curitiba a média foi de 45,5.
    A nova unidade será denominada UPS Ludovica e sua base fixa ficará localizada na rua Jornalista Emílio Zola Florenzano com a rua Pres. João Goulart. O efetivo que ocupou a Vila Ludovica ficará na região até o dia 03 de outubro. “Na sequência, a exemplo das outras UPS, teremos 30 policiais militares fazendo policiamento comunitário de forma fixa no local”, garantiu o subcomandante-geral da PM, o coronel Cesar Alberto Souza.
ups tatuquara2    O Governo do Estado está muito próximo de alcançar a meta de 10 Unidades Paraná Seguro instaladas na capital, nos bairros mais violentos ainda neste ano. Hoje estão em funcionamento a UPS no Uberaba, no Parolin, cinco na Cidade Industrial de Curitiba (Vila Sandra, Vila Verde, Caiuá, Nossa Senhora da Luz e Sabará) e uma na Vila Osternack, no Sítio Cercado.
    De acordo com o secretário da Segurança Pública, Cid Vasques, a instalação da UPS faz parte de uma estratégia moderna de policiamento comunitário. “No decorrer do tempo, em virtude da aproximação com os policiais que vão ficar no local de forma permanente, a população vai poder identificá-los como pessoas que fazem parte da comunidade, estabelecendo uma relação de confiança e parceria no combate à criminalidade”, afirma.
    As ações da polícia nos bairros estão ajudando a reduzir o índice de homicídios na capital.
  

Acesse Também!

Anunciantes