Moradores do Caximba e Tupi fazem protesto pela volta da Linha Tupi/Pinheirinho

moradores caximba tupi protesto fevereiro marco 1 2017Moradores do bairro Caximba protestaram no dia 09 de março pelo retorno da Linha do transporte coletivo Tupi/ Pinheirinho, que deixou de circular a partir do dia 07 de março. No dia 15 de março um novo protesto aconteceu em Araucária, no bairro Tupi, por volta das 13 horas, em frente à Escola Municipal Azuréa Busquette Belnoski, com a participação de moradores dos dois municípios, Curitiba e Araucária. O ônibus tinha um fluxo grande de passageiros, cerca de 3.500 e sem o Tupi, outras linhas das duas cidades tiveram que ser utilizadas pelos usuários, o que fez aumentar o tempo de espera e a superlotação destes ônibus.
A linha Tupi/ Pinheirinho existe há 25 anos e muitas pessoas que utilizavam diariamente para ir trabalhar e estudar estão indignadas pela retirada, que aconteceu sem nenhum diálogo com a comunidade. Muitos estão sofrendo na pele com o aumento do tempo de deslocamento para ir e vir do trabalho, escola, faculdade.
O problema começou quando a Companhia Municipal de Transporte Coletivo (CMTC), da Prefeitura de Araucária decidiu transferir a responsabilidade da linha de ônibus Tupi /Pinheirinho para o Governo do Estado, por se tratar de uma linha de caráter metropolitano, pois abrange dois municípios. Foram realizadas reuniões no início do ano para acertar os detalhes da transferência para a Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (COMEC). Sem uma definição e sem receber os devidos pagamentos durante três meses, a empresa responsável pela linha, Transtupi Transporte Coletivo Metropolitano, retirou os ônibus de circulação.
moradores caximba tupi protesto fevereiro marco 2 2017O Jornal Caderno do Bairro entrou em contato com a COMEC, que informou que após uma análise da legalidade e estudos técnicos de viabilidade operacional e financeira, chegaram a conclusão de que a linha Tupi-Pinheirinho “opera em padrão diferente do sistema adotado pelo regulamento do transporte coletivo metropolitano, tanto na bilhetagem, quanto no cálculo do custo e na frota”. Para resolver o problema, a COMEC vai lançar uma nova linha que vai atender os moradores do Tupi até o Pinheirinho, via Avenida das Araucárias. A linha se chamará Begônia / Pinheirinho, mas não passará mais pelo bairro Caximba e pela BR-116. Os moradores do Tupi alegam que a nova linha, que passará por vários bairros, incluindo o Vila Angélica, antes de ir para o terminal do Pinheirinho, só terá 6 ônibus circulando e não passará pelo D'ampezzo, Santa Eulália, entre outros. Eles protestam pelo retorno da linha Tupi-Pinheirinho. A população quer saber como uma das cidades mais ricas do Paraná, Araucária, não tem dinheiro para atender uma necessidade da população, já que fez isso durante 25 anos.
Em relação ao bairro Caximba, a URBS apenas divulgou uma nota no site informando que a linha V. Juliana teve a operação reforçada a partir do dia 09 de março, “enquanto persistir a greve na empresa TransTupi, operadora da linha Tupi/Pinheirinho”. Além disso, a linha Caximba/Olaria, após as 20h30, deverá atender a Rua Francisca Beralde Paolini, no sentido Terminal/Bairro, itinerário da linha V. Juliana, embarcando os usuários com destino ao Terminal Pinheirinho, passando pelo ponto final do Olaria.
Até o momento, parece que a URBS desconhece que a linha Tupi /Pinheirinho não vai mais existir, conforme informações repassadas pela COMEC. O impasse continua e os moradores querem respostas.

Acesse Também!

Anunciantes